Website de Roberto Girola - Psicanalista

Psicólogo, psiquiatra, psicanalista: quem escolher?

Publicado em Pagina Inicial

Frequentemente quando alguém procura algum tipo de ajuda terapêutica fica em dúvida. Quem devo procurar? Aqui vão alguns esclarecimentos para orientar a escolha do profissional certo. A escolha do profissional vai depender daquilo que cada um busca, mas para isso é necessário entender o que cada profissional oferece e sua orientação.

O psiquiatra é um médico, cuja especialização visa o atendimento de pacientes que apresentam problemas psíquicos e que buscam uma abordagem medicamentosa (somente o psiquiatra pode receitar remédio, nem o psicólogo e nem o psicanalista são habilitados para isso). Muitos psiquiatras também são especializados em algum tipo de abordagem de caráter psicológico e oferecem acompanhamento terapêutico ou trabalham em parceria com profissionais com orientação psicanalítica, cognitivo/comportamental, etc.. Por ser médico o psiquiatra tem um registro no CRM (Conselho Regional de Medicina).

O psicólogo é formado em psicologia, um curso superior que o habilita a diferentes atuações que envolvem conhecimentos da psique humana, que vão desde o trabalho em hospitais, corporações ou trabalho em clínicas particulares, de acordo com a orientação que escolheu durante o curso. Ao se formar, o psicólogo se filia ao CRP (Conselho Regional de Psicologia). Sua função é diagnosticar e orientar os que sofrem de algum tipo de problema psicológico. A atuação do psicólogo se foca no diagnóstico do problema e na elaboração de um prognóstico de cura. Muitos psicólogos também continuam seus estudos buscando uma formação complementar que os torna especialistas em uma das numerosas linhas de atendimentos psicológico, dentre as mais importantes a a cognitivo/comportamental, a gestalte, o psicodrama, a análise transacional, ou então uma formação em psicanálise ou em análise junguiana.

O psicanalista se formou em uma das instituições que oferecem cursos para quem já tem uma formação universitária (geralmente medicina, psicologia, filosofia, mas também algumas Instituições ampliam os cursos para formados de outras áreas, tais cursos variam de 3 a 5 anos de formação). A formação de um psicanalista sério inclui necessariamente sua análise pessoal (que durará vários anos), o preparo teórico sobre a teoria freudiana (Freud é o pai da psicanálise) e os sucessivos desenvolvimentos teóricos da psicanálise, bem como o acompanhamento de um supervisor na sua atuação clínica. A linha de atendimento deste profissional é diferente daquela dos psicólogos pois sua função não é orientar/aconselhar o paciente e sim ajudá-lo no seu processo de análise pessoal (autoconhecimento) que o leva a conhecer seu funcionamento psicológico, seu mundo interno (Inconsciente) e a forma como este se relaciona com o mundo externo e, desta forma, habilitá-lo a lidar com ele. Os psicanalistas podem atender de forma individual, casal, família ou até em grupo. Um processo analítico costuma ser mais ou menos demorado, conforme a disponibilidade de aprofundamento do paciente.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS