Website de Roberto Girola - Psicanalista

Eu + Eu = -Eu

Publicado em Pagina Inicial

No contato com os meus pacientes percebo que as mudanças que o mundo nos apresenta trazem um grau elevado de angústia e perguntas que não se calam. O ser humano está se tornando mais egoísta? Estamos a caminho de uma nova era de barbárie? O que estamos vivendo é algo novo ou sempre foi assim? Afinal o que caracteriza o ser humano, como tal?

A visão que Freud apresenta em O mal-estar da civilização é aquela de um sujeito que vive às voltas com os instintos que brotam do seu inconsciente, tentando dominá-los pela pressão que ele sofre pelos processos civilizatórios, que lhe impõem suas leis e suas exigências, procurando barrar a força do seu desejo.

Com a crescente dificuldade que o ser humano tem de lidar com o que o pensamento pós-moderno define como “grandes narrativas”, as pressões que o ambiente cultural civilizatório exerce sobre o sujeito é cada vez menos pautada na repressão dos desejos inconscientes e cada vez mais voltada a dar vazão a tais desejos, através de uma apropriação do mundo “sem limites”, onde o pertencimento é garantido pela posse de bens materiais e do poder, numa procura constante da experiência do “gozo”.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS