Website de Roberto Girola - Psicanalista

De patinete para o trabalho

Publicado em Pagina Inicial

Conversando com um amigo, descobri com surpresa que ele tinha substituído o carro como meio de transporte para ir ao trabalho por um patinete. Os 25 minutos do trajeto de carro se tornaram 15 minutos de patinete, aproveitando as ciclovias construídas pela prefeitura de São Paulo.

“As pessoas acham engraçado um tiozinho de terno e gravata andando de patinete” comenta o meu amigo, “mas o mais interessante, é perceber que algo mudou na forma como o trajeto entre casa e escritório é processado pela minha mente”. Este comentário me fez relembrar o texto de uma psicanalista, publicado anos atrás, no qual ela comentava sobre como faz falta para o nosso psiquismo estabelecer esses espaços intermediários entre uma coisa e outra.

Leia mais ...

Tempo sem história

Publicado em Outros

Para o nosso mundo interno o que vivemos do ponto de vista emocional e o que significamos a partir dessa experiência não é percebido automaticamente em sua dimensão temporal. Nossas experiências mais intensas do ponto de vista emocional são percebidas e vividas “como se” fossem eternas. Ao ligar experiências atuais com lembranças recalcadas (e portanto inacessíveis à consciência) o nosso mundo interno distorce o valor das experiências atuais de várias formas.

Uma primeira distorção tem a ver com a “intensidade emocional” que atribuímos às experiências atuais. Tal sobrecarga não vem dos fatos atuais e sim de uma carga afetiva “guardada” no inconsciente, com um equilíbrio energético instável, que busca uma descarga, projetando em eventos atuais a emoção represada, ligada a experiências emocionais do passado. Daí a sensação que “exageramos” ao reagir a determinadas situações do nosso dia-a-dia que não mereceriam tanta atenção.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS