A capacidade de estar só

Quando estou sozinho quero estar com alguém, mas quando estou com alguém quero estar sozinho. O que f

O trabalho da análise nos mostra que nunca estamos sozinhos.  Sempre estamos “conversando”, sem perceber, com “personagens” que habitam o nosso mundo interno, assim como os nossos sonhos revelam, de forma mais explícita, com suas histórias fantásticas.

Quando falava com uma paciente esquizofrênica sobre a “sua turma”, ela sorria, porque sabia perfeitamente do que eu estava falando: era um conjunto de “personagens” nos quais o seu mundo interno se fragmentava e cujas vozes ela ficava escutando o dia inteiro. Um diálogo que ela resumia na expressão “eles dizem”.

A pessoa “normal” não percebe com clareza a voz desses personagens, mas com eles dialoga no seu mundo interno, sem vê-los e sem identificá-los como pessoas separadas de si.

Quanto mais esse mundo interno nos é desconhecido, mais se apresenta para o nosso psiquismo como ameaçador e pouco acolhedor. É o momento em que queremos sair dele e nos encontrar com alguém “real” que também nos faça sentir “reais” e que dê algum sentido à nossa existência (ao nosso emergir do ser).

O problema é que não conseguimos deixar em casa o nosso mundo interno. Ao sair e mergulhar no mundo real, estamos acompanhados por ele o tempo todo, com a sensação de que um “encosto” nos acompanha. A sensação pode ser tanto mais desagradável quanto menos estamos familiarizados com ele. Podemos então voltar a nos sentir “estranhos no ninho”, não pertencentes, solitários, mesmo estando com os outros.

Curiosamente, na maioria das vezes, é o desconforto com nós mesmos que nos deixa desconfortáveis em companhia dos outros. Poder estar com os outros, depende da nossa capacidade psíquica de estar sós, em companhia de nós mesmos, assim como o bebê pode estar só no seu berço, sentindo-se inteiramente integrado ao ambiente que o rodeia e ao seu mundo interno, em um estado de paz.

Paradoxalmente é a capacidade de estar só que gera em nós a possibilidade de estar com os outros de forma plena e integrada.

Última modificação em: Terça, 30 Maio 2017 12:12
(0 votos)
Visualizado 2641 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Log in

fb iconFazer login com Facebook
Criar uma conta