Sonho premonitório?

Sonho constantemente com um acidente de avião, às vezes eu estou nele, outras vezes vejo do chão o avião em queda no céu. O que poderia ser isso, algum poder de premonição?(Anônimo)

Sonho premonitório?

 

O nosso inconsciente constrói os sonhos com um propósito: trazer para a superfície conteúdos psíquicos que normalmente seriam rejeitados pela consciência. Mas por que a consciência se recusaria a “ver” determinados conteúdos? A resposta é simples: eles seriam demasiadamente aflitivos por remeterem  a um conflito entre forças opostas do psiquismo (a parte da mente que deseja e a parte que reprime o desejo) ou por remeter a experiências traumáticas e estados de angústia profundos.

Quem constrói os sonhos é o próprio sonhador, embora ele tenha a sensação de “participar” do sonho ou de estar vendo desfilar as imagens do sonho projetadas no telão de sua mente, como se fosse um espectador.

Tudo no sonho é cuidadosamente “preparado”, mesmo os detalhes mais insignificantes (importantes para interpretar o sonho). Apesar de seu aspecto bizarro, os sonhos respondem a uma lógica própria. À diferença da lógica racional que liga causa e efeito, seguindo o caminho dedutivo ou indutivo, a lógica do sonho segue um caminho associativo, tecendo um discurso feito, na maioria das vezes, de imagens, devidamente associadas obedecendo a determinado propósito de reconstrução de estados emocionais.

O inconsciente pode usar restos do material diurno, ou seja, fragmentos de situações vividas pelo sonhador no(s) dia(s) que antecede(m) o sonho. Tanto o cenário como os personagens do sonho são cuidadosamente escolhidos, com o propósito de veicular experiências emocionais específicas.

Para entender o conteúdo do sonho, será necessário remontar, através de associações, àquilo que esses personagens e cenários despertam no sonhador em termos de memórias emocionais.

O problema é que o sonho tem um propósito oculto: ele precisa “burlar” os controles da consciência, que, mesmo durante o sono, continua vigiando, para “fazer passar” conteúdos que normalmente seriam “barrados”. Tudo isso exige um “trabalho” que o inconsciente efetua sobre o sonho para torna-lo menos acessível à consciência. É justamente esse trabalho que torna os sonhos confusos e misteriosos.

Ao mesmo tempo, o inconsciente precisa “chamar a atenção” do sonhador sobre os conteúdos que pretende manifestar. Com esse intuito as imagens do sonho geralmente são revestidas de elementos destinados a chamar a atenção e a despertar fortes emoções -- elementos sonoros, tais como cores, músicas, vozes, ou visuais, tais como paisagens, animais, personagens conhecidos ou bizarros, etc.

O sonho não deve ser interpretado na sua materialidade, pelo seu conteúdo explícito (no caso a queda do avião). O importante é o seu conteúdo oculto, que, na maioria das vezes, tem a ver com o mundo interno do próprio sonhador (o que estaria representando um perigo interno parecido com a queda de um avião?).

É provável que o sonho em pauta represente uma situação interna angustiante, algo parecido com a queda de um avião, mas só poderíamos entender de que se trata mediante as associações de quem sonhou.

Vamos supor --insisto é uma mera suposição a título de exemplo-- que o nosso leitor associe o avião a uma tendência sua de “voar”, longe do chão, por uma dificuldade interna de lidar com a realidade. Neste caso, o sonho poderia estar refletindo a angústia, parecida com o vivenciar a queda de um avião, que ele sente ao entrar em contato com a realidade.{jcomments on} 

(0 votos)
Visualizado 2865 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Log in

fb iconFazer login com Facebook
Criar uma conta